São Leopoldo - Rio Grande do Sul - Brasil

Home > seu cão > educação > Introdução

Nosso cão, nossa alegria

URSULA STRAUCH

"O justo atenta para a vida dos seus animais, mas o coração dos perversos é cruel. "
(Provérbios 12,10)

O nosso cão - Orgulho ou incômodo?

Um cão pode ser um orgulho para o seu responsável e trazer uma imensa alegria. Mesmo assim muitas pessoas reclamam: "como ele me incomoda!". - Realmente, existem cães que sujam a casa, pulam nas pessoas, latem à toa, mordem crianças e até o próprio responsável. Os responsáveis gritam, batem e amarram esses "sem-vergonha". Muitos desses cães vão parar em um canil apertado, muitas vezes acorrentados ou acabam soltos vagando pela rua, vivem famintos e apanham de todos, criam filhotes miseráveis e por fim morrem atropelados ou maltratados pelos próprios responsáveis.

Esta cartilha foi escrita para evitar acontecimentos desagradáveis no trato com os cães e para ajudar os responsáveis desesperados. Ainda que um cão se comporte de forma indesejada, certamente tem cura.

O comportamento de um cão depende de vários fatores. Um deles é o temperamento típico da raça (neste sentido, os cães de rua formam também uma "raça"!), que um bom criador de cães de raça leva em conta e maneja através da seleção dos exemplares para a criação. Outro fator é o ambiente do cão: o lugar em que vive, o comportamento do responsável e das demais pessoas. Até as pessoas que passam perto do lugar aonde o cão vive influenciam seu comportamento. Exemplo: Um cão não gosta de crianças e quer as morder. Talvez ele mora perto de uma escola e as crianças costumam de assustar o cão ou até de jogar pedras nele.

Li muitos livros sobre cães e sempre estava escrito: Se o cão fizer assim, nós faremos tal coisa e o cão reagirá de tal maneira. Fácil, não é? Mas nenhum dos meus cães leu estes livros e por isso todos reagiram de maneiras diferentes. Cada cão é único no mundo para todos os tempos, não existem dois iguais. É simplesmente impossível dar receitas prontas. O que é certo no me "Fifi ", pode ser fatal no seu ‘’Totó’’. Experimentei muito para aprender como lidar com caninos. Eles foram professores maravilhosos e pacientes. Em gratidão à eles, quero tentar explicar o que é um cão; o que ele espera de nós e porquê talvez ele esteja reagindo de uma forma inesperada.