São Leopoldo - Rio Grande do Sul - Brasil

Home > brutalidades > brutalidades > Rita Lee

Rita Lee sobre a proteção de animais:


Defesa dos Animais


Queridos e queridas do meu coração,

Vocês todos sabem da nossa luta na defesa dos direitos dos animais, né mesmo? Pois é, andamos verificando que existem por aí entidades de proteção realmente maravilhosas, mas infelizmente há também alguns "lobos em pele de cordeiro". Entendo que para quem não esteja em contato direto com a causa dos animais, saber diferenciar o joio do trigo nesta questão é uma tarefa bastante difícil. Como em todas as áreas de atuação humana, também na de proteção animal há os "pára-quedistas de plantão" que se passam por bonzinhos mas estão aí desviando o trabalho sério de quem se dedica honestamente a defender os bichos do Brasil.

Uma vez que a temporada dos hediondos rodeios deu uma parada, estamos no momento envolvidos com uma questão bastante urgente que é a campanha de esterilização de animais domésticos. Já tivemos a tristeza de constatar, por exemplo, que em vários dos tais Centros de Controle de Zoonose espalhados pelo país, os bichos lá recolhidos (que rarissimamente são adotados) são periodicamente sacrificados em massa e de uma maneira brutal, pois utilizam a mesma tática nazista da carrocinha medieval: câmeras de gás onde os bichos agonizam de dor durante 20 minutos antes de morrerem!

Paralelamente a este crime ambiental desumano, eis que existe todo um trabalho de atuação e informação por parte de várias outras entidades de proteção sobre a urgência da esterilização de animais domésticos, que já vem sendo feita com bastante sucesso juntamente com prefeituras locais, como é o caso da SUIPA do Rio de Janeiro. A intenção é conscientizar os humanos a adotarem a castração de seus animais domésticos como o método mais eficiente para evitar o crescimento descontrolado das populações de bichos rejeitados e abandonados pelas ruas. Alguns imaginam que a castração seja mais um tipo de crueldade com os bichinhos, mas não é bem assim, na verdade esta seria a maneira mais correta de resolver um problema sério que tem sido encarado com total desumanidade. Vou deixar aqui o contato da SUIPA que oferece castração gratuita e providencia informações sobre onde e como esterilizar animais em todo o país e qualquer outro tipo de ajuda para quem deseja colaborar na defesa/prevenção deles, e não no extermínio absurdo atualmente praticado.

Animais não são objetos descartáveis de uso pessoal, é fundamental para quem deseja comprar ou adotar um bichinho se perguntar: Terei condições de amparar este ser até o fim da vida dele?

Vou querer cuidar deste filhotinho fofinho depois que ele ficar adulto? Tudo bem, às vezes não podemos mesmo arcar com mais despesas, não temos com quem deixá-los quando vamos trabalhar/estudar, moramos em lugares minúsculos, o síndico amanhã pode resolver proibir bichos no prédio, etc etc. Pondere muito bem todas as situações possíveis antes de, por exemplo, comprar um bichinho para o seu filho, ou presentear sua namorada com um filhotinho lindo, ou adotar um abandonado ao vê-lo vagando pela rua.

Lembre-se que antes de tudo animais são criaturas vivas que dependem da caridade de "seres humanos", esta nossa raça que nem sempre cumpre os preceitos básicos de respeito com a própria espécie, o que dirá com animais. Se chegar à conclusão de que é melhor não tê-los, não comprá-los, não adotá-los, não presenteá-los, tudo bem, saiba que você ainda pode ajudá-los a levar uma vida digna. Como? Você que é um amante do reino animal que tal contribuir com uma quota de ração, vermífugos e vacinas para ajudar algumas pessoas caridosas que dependem dessas doações para continuarem a recolher bichos de rua e abandonados por ex-donos?

Como não podemos carregar para casa todos os bichinhos que encontramos pela frente, vamos colaborar com esses humanos maravilhosos que apenas precisam de doações em espécie para continuar mantendo em quintais e sítios os "sobrinhos "quadrúpedes" diariamente recolhidos em seus portões. Rações, vermífugos, vacinas e remédios custam caro pra caramba, mas é o mínimo necessário para os rejeitadinhos viverem nessas creches humildes e improvisadas que os acolhem sem qualquer interesse pessoal.

Aqui vão dois endereços de pessoas com as quais tenho contato direto e conheço de perto o trabalho heróico que fazem recolhendo e cuidando com carinho dos "abandonadinhos". Posso lhe garantir que não há qualquer malandragem por trás desses contatos, afinal não se trata de políticos precisando de votos né mesmo? São almas caridosas e idôneas que apenas retribuem o amor incondicional que só os bichinhos sabem nos dar. Um dos endereços é em São Paulo, se você mora por estas bandas eventualmente poderá contribuir direto levando rações, vermífugos, vacinas, remédios e o que mais puder. O outro endereço fica no Rio Grande do Sul, onde você pode "adotar" um bichinho depositando mensalmente 10 reais numa conta bancária.

Neide Cristina (São Paulo) (só cachorros)
Telefone comercial (11) 38495944
Telefone residencial (11) 2752153
E-mail: neidecristina@sindusfarma.org.br

Projeto Pro-Animal (CNPJ 03.438.268/0001-06 ) (gatos e cachorros)
Ursula Strauch
Caixa Postal 296
CEP 93001-970 São Leopoldo/RS



SUIPA Sociedade União Internacional Protetora dos Animais
Av. Suburbana 1801 - Benfica
CEP 20973 010 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil
Telefones (21) 5019954, 5011529 e 2619405
Fax (21) 5017896
E-mail: info@suipa.org.br
www.suipa.org.br

Vamos agitar nosso front em defesa dos animais para que a vida fique mais bacana de se viver!

Beijos Eternos!
Rita Lee
11/10/2000